Quem regula a Bolsa de Valores?

Tempo de leitura: 2 minutos

No Brasil a atividade das Bolsas de Valores é fiscalizada, normatizada e regulada pela CVM – Comissão de Valores Mobiliários que é ligada ao Ministério da Fazenda. Mas, uma coisa é a legislação e a outra é a atuação dos participantes atuando no mercado. Inicialmente é necessário separar as funções e atuações de cada um e qual o seu papel nesse “jogo”.

Planejamento Financeiro – Aumente o seu retorno otimizando os seus investimentos!

Em primeiro lugar, pelo lado do mercado, existem fatores econômicos objetivos atuando sobre a decisão de investimentos, tais como: a situação financeira e real da empresa que põe suas ações à venda, suas condições de produção e comercialização, a capacidade administrativa da sua direção, a situação das empresas concorrentes e a conjuntura econômica atual e futura do país. Fatores tecnológicos e plataforma de produção devem ser analisadas e levadas em consideração.

Mas, além disso, pelo lado do investidor, baseado nas teorias de finanças comportamentais, há uma forte influência psicológica que está relacionada decisão de correr riscos. O outro fator são os “vieses emocionais” que está relacionado aos erros de cognitividade, ou seja, do entendimento equivocado do mercado em que a empresa atua e faz o investidor errar. Esse erro ocorre nas tomadas de decisões do investidor na hora da escolha de qual ativo comprar ou vender no mercado de Bolsa de Valores: por exemplo, um clima de otimismo exagerado em relação a determinada empresa pode levar à supervalorização de suas ações. Dessas análises podem surgir distorções perigosas no mercado e mascarar a verdadeira situação da empresa ou do mercado que ela participa.

Para controlar esses excessos, conter e manter o mercado com a credibilidade elevada e com a devida transparência entre os participantes, as bolsas, com certa frequência, estabelecem regras e limites máximos para a quedas exageradas nas ações dos papeis negociados. Além disso, as Bolsas de Valores, CVM, Corretoras de Valores bom como todos os participantes têm o dever de orientar os investidores através de cursos de educação financeira, boletins online, conferências, sites especializados que informam sobre os dados de cada ação listada em bolsa, as quantidades de compra e de venda e os índices de liquidez e rentabilidade de cada papel em tempo real.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *