O que são os Indicadores Econômicos?

Tempo de leitura: 4 minutos

Os indicadores econômicos e financeiros são os parâmetros da economia que refletem a real situação em um dado momento em uma região geográfica. Eles mostram as mudanças e oscilações ocorridas e são capazes de dar uma ideia do estado de uma economia em um determinado momento. São usados para tomada de decisões em investimentos, políticas públicas, estudos de viabilidades econômicas e benchmark para quem deseja investir. Tecnicamente também podem ser chamados de indicadores de conjuntura, fornecem dados necessários da situação da produção industrial, inflação, taxas de juros de mercado e investimentos entre tantas outras possibilidades. Entre outros importantes indicadores econômicos também estão os referentes a desemprego, oferta de empregos, empréstimos bancários, reservas internacionais, preços de certos produtos, comercio exterior e preços de materiais de construção.

Planejamento Financeiro – Aumente o seu retorno otimizando os seus investimentos!

Os principais e mais úteis para a economia brasileira são:

O INPC – Índice Nacional de Preços ao Consumidor é um indicador econômico financeiro produzido pelo IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – é considerado um dos principais indicadores brasileiros da variação mensal dos preços. O INPC é responsável por medir a variação do custo de vida das famílias com chefes assalariados e com rendimento mensal comprometido entre 1 e 5 salários mínimos por mês, o que corresponde a aproximadamente 50% das famílias brasileiras.

O IGPM – Índice Geral de Preços do Mercado é definido como o índice de referência usados para os reajustes da energia elétrica e dos contratos de aluguéis, sendo calculado e divulgado todo o mês pela FGV – Fundação Getúlio Vargas – no final de cada mês de referência

Taxa SELIC – Sistema Especial de Liquidações e Custódia é um dos indicados econômicos financeiros mais importantes – trata-se da taxa básica de juros da economia brasileira. Ela é a referência para a realização dos cálculos das demais taxas de juros utilizadas pelo mercado e também é a taxa-meta a ser buscada nas transações dos títulos públicos praticada pelo Governo Federal do Brasil.

IPCA – Índice de Preço de Consumidor Amplo é considerado como o indicador oficial do Governo Federal para mensurar as metas inflacionárias.  O IPCA serve para medir a variação do custo de vida das famílias com chefes assalariados e com rendimento mensal compreendendo entre 1 e 40 salários mínimos por mês.

O INCC – Índice Nacional de Custo da Construção é produzido pela FGV e é um dos indicadores econômicos financeiros importantes no mercado, sendo considerado o principal indicador de custo da construção civil no Brasil. Este indicador tem como função mensurar a evolução dos custos de construções habitacionais nas dezoito principais capitais do país.

O PIB – Produto Interno Bruto é um dos indicadores financeiros mais usados na macroeconomia e tem como principal meta medir a atividade econômica de uma determinada região geográfica por um determinado período. Mesmo que o Produto Interno Bruto seja classificado como um bom indicador de crescimento, ele não pode ser considerado um índice de desenvolvimento, haja vista que o seu cálculo não compreende dados como distribuição de renda, expectativa de vida, nível educacional da população, entre outros aspectos.

Produção Industrial é a medida da produtividade industrial que serve para mensurar a qualidade dos produtos, dos processos, controle de estoque, medir o tempo de fabricação e da produção geral. O objetivo dos indicadores de produção industrial é a de entender o seu cenário e propor ações de melhorias e desempenho para o setor industrial. Esse indicador econômico financeiro de produção industrial é importante porque nos mostra em quais setores estão carentes de recursos e quais são as ancoras de toda a economia do país.

O PNAD – Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio Contínua é um indicador econômico produzido pelo IBGE, que apresenta vários indicadores mensais, trimestrais e anuais sobre o mercado de trabalho no Brasil, construindo um indicativo prático dos efeitos da conjuntura econômica sobre esse mercado, além de compreender outras necessidades para o planejamento socioeconômico do país. O PNAD contempla dados que se referem à quantidade de pessoas com emprego, quantidade de pessoas sem emprego, taxa de ocupação, taxa de desemprego e rendimento médio dos trabalhadores. Este indicador é utilizado principalmente pelo Governo para tomar medidas relacionadas à área trabalhista.

IBOVESPA – Índice da Bolsa de Valores de São Paulo é o principal indicador de desempenho médio das ações listadas. Basicamente, este índice é uma carteira teórica de ações que contém os ativos dos maiores volumes de negociação na bolsa, algo em torno de 80% do total diário. No mercado, ele é muito conhecido como o índice Bovespa ou IBOV. Por conta da sua representatividade, o Ibovespa é considerado o benchmark da renda variável.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *