Arbitragem no mercado financeiro

Tempo de leitura: 1 minuto

Arbitragem no mercado financeiro é um termo usado para designar atividade especulativa de comprar ativos em bolsa de valores e moedas estrangeiras em um mercado e vende-la em outro mercado com o preço maior. Tal operação tende a igualar em um ponto de equilíbrio todos os valores em questão levando assim uma função reguladora de mercado. Isso ocorre porque o aumento da demanda em um mercado faz com que esse preço aumente desencadeando o interesse dos agentes compradores em especular o ativo/mercadoria em questão para auferir ganhos financeiros.

A prática de arbitragem e predominantemente no mercado financeiro, cambial, bolsa de valores, ações, metais preciosos e em variados tipos de comódites (trigo, café, minerais, soja)

Resumidamente, no mercado financeiro, arbitragem nada mais é do que uma operação de compra e venda de produtos e ativos da mesma espécie com o objetivo de ganhos sobre a diferença de preços existente entre esses dois mercados.

O risco da operação é pequeno, uma vez que o agente operacionalizador conhece a distorção momentânea entre os mercados e ele executa simultaneamente as operações.

Como exemplo pode-se citar as ações de uma mesma empresa como a Petrobras, PETR3 e PETR4 que representam valores da mesma empresa – ON3 (ordinária) ou PN4 (preferencial) – mas que no mercado apresentam preços distorcidos. Nesse caso cabe uma operação de arbitragem (LONG-SHORT), mas operacionalmente complexa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *